Fale agora com um dos nossos especialistas

Assinaturas

Conheça as tendências para clubes de assinatura em 2021

Robox 13 min de leitura 13 de novembro de 2020
tendências para clubes de assinatura em 2021

Como prever tendências para clubes de assinatura em 2021 levando em consideração o ano surpreendente e desafiador que foi 2020? 

Na verdade, talvez seja difícil ter certezas, independente do segmento ou modelo de negócios, porém com os ensinamentos colhidos até aqui e os resultados apresentados, é possível sim definir algumas tendências e traçar planos para o próximo ano.

Longe de nós falarmos sobre “o lado bom da pandemia”, mas o que queremos, é destacar que esse acontecimento nos trouxe ensinamentos que irão perdurar em nossa sociedade e, consequentemente, nos negócios. 

Então, se você já tem um negócio que trabalha com clubes de assinatura, ou até mesmo pretende começar a utilizar esse modelo em 2021, leia com atenção esse artigo. Aqui traremos alguns comportamentos do consumidor que se tornaram reais por causa da Covid-19 e soluções trabalhadas pelas empresa, com destaque para o nosso tema principal: os clubes de assinatura! 

Boa leitura! 

 

Coronavírus: um acelerador de ideias futuristas

 

Antes de pensarmos de forma específica, sobre os clubes de assinatura, é necessário lançarmos o nosso olhar sobre o macro. Precisamos levar em consideração o comportamento do consumidor, as tecnologias e soluções que passaram a ser utilizadas por causa da Covd-19.

De acordo com o jornal El País, os “especialistas internacionais em futuro” apontam o coronavírus como um acelerador de ideias futuristas. Com o acontecimento da pandemia de Covid-19, muitas ideias que ainda estavam na sua fase embrionária ou ainda com pouca adesão, ganharam destaque como trabalho remoto, compras majoritariamente online, educação a distância e cobrança de posicionamento social em empresas. 

Para compartilhar com você, separamos algumas das ideias destacadas pelo especialistas e citadas na notícia do El País. Talvez, essa lista já poderá adiantar alguns insight para o seu clube de assinatura. 

 

Trabalho remoto 

 

Para quem trabalha com tecnologia, o home office já era uma realidade, principalmente de freelancers e de profissionais liberais. Mas essa modalidade que já vinha crescendo, se fortaleceu ainda mais. Com a pandemia, cada vez mais empresas, de diferentes portes, passaram a adotar esse modelo no dia a dia.

Essa adesão já está mudando significativamente a forma como o trabalho é percebido, e levanta questões para as muitas empresas: é necessário mesmo juntar as pessoas em um mesmo ambiente para trabalhar? Fazê-las passar por espaços com grande aglomeração, como ônibus e metrôs, especialmente em horários de pico talvez não seja um opção em breve. 

 

Delivery por drone 

 

As medidas de isolamento social utilizadas para combater a pandemia do coronavírus também aumentaram a busca por soluções de entrega, como o delivery por drones, devido velocidade a diminuição de risco entre o contato do cliente e do entregador. 

A startup SMX Systems é a primeira a atuar no Brasil com drones  que transportam e entregam cargas leves. O serviço é prestado em Rifaina, cidade no interior de São Paulo que é cortada por um rio, e consiste na entrega de medicamentos.

Os equipamentos realizam entregas com segurança em um raio de aproximadamente 5 quilômetros. Quem sabe futuramente seus box de produtos por assinatura não sejam enviados por drone também? 

 

Experiências culturais imersivas 

 

Como uma alternativa ao isolamento social, artistas e produtores culturais começaram a apostar em shows e espetáculos online.  Esse movimento deve evoluir para experiências mais imersivas e que tentam conectar o real e o virtual. 

No Brasil essa experiência já aconteceu no festival de música Rock in Rio, em que estandes proporcionaram a imersão nos shows em realidade virtual, com vídeo 360º e áudio

Segundo o produtor audiovisual Fabio Hofnik, um dos organizadores do Hyper Festival Brazil, o mercado brasileiro ainda está descobrindo as possibilidades da interatividade, seja ao vivo como usando tecnologias emergentes, como AR e VR. 

 

Restaurante fantasma

 

Esses restaurantes, que também conhecidos como restaurantes virtuais ou como estabelecimentos que realizam apenas entregas, já são uma realidade, tendo em vista os longos meses de pandemia que passamos até aqui. 

O modelo tradicional de negócios de restaurantes necessita de altos investimentos iniciais, grandes custos indiretos, o que dificulta a sobrevivência ou o crescimento das empresas. No entanto, restaurantes fantasmas são mais fáceis e mais baratos de manter, pois normalmente não exigem altos gastos e são mais fáceis de testar. 

Segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), 20% dos restaurantes fecharam por causa do isolamento social, então a alternativa foi se adequar ao delivery. A pergunta que fica: os restaurantes vão voltar a funcionar em seus estabelecimentos ou manterão apenas o delivery por causa da redução de custos? 

Além de não operarem mais em estabelecimentos físicos, outra solução que pode ser estudada por esse segmento é investir em e-commerce e clubes de assinatura. Durante a pandemia ficou provado que é possível, oferecer aos clientes experiências gastronômicas a partir do envio de comida e até mesmo de kits. 

Então, por que não aplicar um clube de assinaturas para um restaurante? 

 

Números que precisam da nossa atenção 

 

Assim como o mundo inteiro, o Brasil sofreu economicamente diante da pandemia, com empresas de bens e serviços fechadas pelo confinamento que começou em março.

Mesmo diante de cenário extremamente difícil, o último relatório trimestral do Fundo Monetário Internacional (FMI), o World Economic Outlook, trouxe uma previsão positiva: mesmo em plena pandemia de covid-19, a economia brasileira deve recuar menos do que o esperado anteriormente.  

O FMI prevê queda de 5,8% em 2020, frente aos 9,1% antecipados no relatório anterior, de julho. Por outro lado, a recuperação deverá ser mais lenta que o esperado. Para 2021, a projeção agora é de um avanço de 2,8% no PIB brasileiro, frente aos 3,6% anteriores.

Diante desse cenário, ainda de instabilidade, alguns segmentos conseguiram conquistar bons resultados e até mesmo crescer no período. Entre eles, está o modelo de recorrência e os clubes de assinatura. 

Já comentamos anteriormente sobre esses dados, mas eles, de fato, merecem destaque e conversam com o que estamos apresentando. De acordo com dados recentes, o faturamento dos clubes de assinaturas em 2020 cresceu 10% em relação ao ano passado. Além disso, a expectativa é que o faturamento tenha uma alta de 12% até o final do ano.

Aqui no Brasil, de 2015 a 2020, passamos de 300 empresas que operavam com clubes de assinatura para quase 4 mil em 2020. Apenas em 2019, esse mercado movimentou cerca de R$ 1 bilhão aqui no país. 

Nos primeiros três meses da pandemia vemos que foram lançados no Brasil 800 novos clubes de assinatura. Até o final de 2020, a expectativa é de que, por dia, 600 novos consumidores assinem os mais diversos tipos de pacotes. 

Segundo Guilherme Almeida, head de e-commerce da Nestlé, a modalidade deve chegar a 75% das empresas em 2023.

 

Tendências para clubes de assinatura em 2021

 

Agora, vamos falar diretamente sobre o que você queria ler: as tendências para clubes de assinatura!

Vimos no tópico anterior algumas informações e previsões para a nossa economia, além de dados a respeito do crescimento do modelo de assinaturas no Brasil. As tendências que iremos apresentar elas são relacionadas também a alguns dados de pesquisa. 

Dentro desse crescimento citado, alguns segmentos do mercado se destacaram em 2020 no mercado.  Veremos que algumas  tendências para clubes de assinatura têm tudo para se consolidarem durante os próximos meses.

melhor plataforma de e-commerce para Clubes de Assinatura


Livros digitais e infantis 

 

Os clubes de assinatura de livros já não são novidades e continuam em crescimento, porém nos últimos meses tivemos a ascensão de um formato e nicho do produto, vendido em modelo de clubes de assinaturas. 

Os clubes de assinaturas de livros infantis ganharam ainda mais espaço durante a quarentena. Um bom exemplo é a Taba, um clube de assinatura focado totalmente no público infantil, que oferece uma curadoria realizada por grande profissionais desse mercado e oferece vários diferenciais. 

A Taba, além de grande clientes como Nova Escola, Editora Moderna e Instituto Natura, recentemente fechou uma parceria com o Banco Itaú, para desconto em plano de assinatura. 

Quando o assunto são os livros digitais um dos destaque tem sido o Skeelo, uma startup de distribuição de livros digitais. O Podcast do PublishNews conversou com Rafael Lunes, sócio-fundador do Skeelo. Na ocasião, Rafael destacou que na quarentena, a plataforma teve um aumento de 275% no consumo de livros dentro do seu acervo. “Nós temos 23 milhões de clientes que são elegíveis a resgatar livros digitais no Skeelo e a gente tem entre 4% a 5% – desses 23 milhões – que são assíduos mensais”, revela Lunes.

 

Bebidas in box! 

 

Assim como os livros, as bebidas, especificamente vinhos e cervejas, já são consumidas por assinatura de uma maneira forte aqui no Brasil. O segmento de bebidas ficou em segundo lugar entre os mais consumidos, com 18%. 

Nomes famosos como Wine e Sociedade da Mesa, ganharam ainda mais destaque durante a quarentena, período no qual o consumo de bebidas de um modo geral cresceu. 

De acordo com o CEO da marca, Stéphane Kaloudoff, com a pandemia, a meta é triplicar as vendas no online. Recém-chegada no e-commerce, a Sociedade da Mesa viu seu faturamento crescer em 20% com a loja online, inaugurada em 2019.

Em notícia postada na revista Exame, Kaloudoff, afirmou que o e-commerce seja um caminho de crescimento sem volta, e por isso, a empresa definiu uma meta para 2020 de  triplicar o número de garrafas vendidas online, que atualmente gira em torno de 30 mil por mês.

 

Comida

 

Quando o assunto é comida, também vemos um segmento que tem tudo para se consolidar dentro do modelo de assinaturas, esse segmento cresceu 17% em comparação aos demais, no período da pandemia. 

Um bom exemplo desse crescimento, é a Caixa Colonial, que existe  há três anos, e foi criado para vender produtos típicos de várias regiões do Brasil. Depois do início pandemia, entre março e julho, o faturamento da empresa cresceu 25% e subiu para R$ 55 mil por mês.

Outro bom exemplo é a Allps, clube de assinatura que entrega uma cesta de produtos com foco em alimentação saudável, e que teve aumento de 30% no número de assinantes desde o começo da pandemia.

 

Clube de assinaturas de livros infantis dobra o número de assinantes em 2020

Pet lovers 

 

O mundo pet também ganhou mais espaço entre os clubes de assinatura durante a quarentena! Esse segmento ficou em quarto lugar entre os que mais se destacaram no período da quarentena, com um crescimento de 11%.

No primeiro semestre 2020, o mercado pet brasileiro confirmou a projeção de crescimento de 6% em 2020. Também teve uma leve alta em relação à prévia do 1 tri. Os dados são do Instituto Pet Brasil (IPB). 

De acordo com Nelo Marraccini, Executivo do IPB, as famílias precisaram ficar em casa e isso refletiu em maior cuidado e dedicação com os pets. Agora, a tendência é que, mesmo passada a pandemia e a crise do coronavírus, serviços digitais, como assinatura de produtos e o e-commerce mais aquecido tenham chegado para ficar. 

Então, essa é mais uma das tendências para clubes de assinatura que certamente trará resultados muito positivos. A recorrência do consumo desses produtos e a facilidade de receber em casa, sem precisar se preocupar em todo mês fazer uma nova compra, tem atraído diversos pet lovers! 

 

***

Vimos nesse artigo uma mar de números relacionados as tendências para clubes de assinatura em 2021. Estamos torcendo para que você tem tirado muitos insights, para potencializar seu negócio. 

Continue acompanhando todos os conteúdos da Robox por meio do nosso LinkedIn

Então, se quiser saber mais sobre a plataforma de e-commerce para clubes de assinatura conquistou a satisfação de clientes como A Taba, entre em contato conosco.

Até a próxima. 

 

 

 

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Quer saber das últimas novidades do cenário digital?