Fale agora com um dos nossos especialistas

Recorrência

Netflix e a recorrência: entenda porque ela continua revolucionando o mercado

Juliana Utyama 7 min de leitura 28 de abril de 2021
Netflix e a recorrência- entenda porque ela continua revolucionando o mercado_desktop

Em 1997, os fundadores da Netflix, Reed Hastings‎ e Marc Randolph, começaram com a ideia de alugar DVDs por e-mail que eram entregues pelos correios. Dando início a um modelo de negócio bastante diferente do que conhecemos hoje, além de muito demorado também. Afinal, o cliente precisava escolher os títulos, solicitá-los via email, efetuar o pagamento, esperar os DVDs chegarem até sua casa, assisti-los e devolvê-los. 

Com os anos, a empresa inovou as formas de pagamento que eram utilizadas para o recebimento de produtos e serviços e assim, deu origem à economia da recorrência (subscription economy). 

Essa mudança deu margem para que outras empresas aderissem ao modelo que causou uma transformação em como os consumidores passaram a consumir música, séries, filmes, livros e entre outros produtos e serviços que passaram a ser vendidos no formato de assinaturas. 

Sendo assim, a preferência pelo modelo de assinaturas se tornou mais consolidado e empresas como a Adobe Creative Cloud, que costumava oferecer uma licença para os seus produtos, passaram a vender por assinaturas, bem como serviços como academia, como no caso da Smart Fit, passaram a cobrar as mensalidades por meio de recorrência.

Essa transformação no modelo de negócios da Netflix, foi o que transformou a empresa em uma das mais conhecidas e mais bem sucedidas do mundo! Segundo um estudo da CompariTech — uma empresa de análise de mercado de tecnologia — o Brasil é o terceiro maior mercado da Netflix, tendo gerado uma receita de US$ 395 milhões no primeiro trimestre de 2020. A Netflix conta com 182 milhões de assinantes em todo o mundo, com uma receita anual de US$ 19 bilhões de dólares.

 

 

Como funciona a cobrança recorrente?

 

A recorrência funciona através de um serviço de assinaturas e também, pode ser encarada como uma maneira mais rápida de efetuar cobranças de serviços. Pois a empresa oferece uma condição de contratação através de planos mensais, anuais, trimestrais entre outros.

Uma das vantagens é que quando a cobrança é feita através do cartão de crédito, há a cobrança apenas do valor mensal, independente do usuário ter feito adesão de um plano de 12 meses. 

Esse sistema difere uma compra parcelada, que compromete o limite do cartão, ou seja, o pagamento por recorrência não cobra da mesma maneira, pois não bloqueia o limite do cartão. Essa condição permite que as pessoas assinem os serviços sem se preocupar em ficar sem limite no cartão, tornando a adesão muito mais acessível.

Na economia da recorrência existem várias formas de pagamento, como por cartão de crédito, boleto bancário e débito em conta. 

 

Quais são as vantagens do modelo de recorrência?

 

Confira as principais vantagens de aderir ao modelo de cobrança recorrente que, além de facilitar o processo de cobrança também dá mais autonomia para o consumidor:

 

Maior transparência

 

O cliente que contrata o serviço por meio de pagamento recorrente, tem uma visão mais clara de como ele será cobrado, qual valor e por qual meio de pagamento isso será feito (cartão de crédito/débito, boleto, etc). Isso diminui a incidência de problemas e aumenta a confiança do consumidor com a marca.

 

Ter maior previsibilidade financeira

 

Com o modelo de recorrência, é possível ter melhores previsões de receitas e com isso, fazer melhor gestão operacional.

 

Acompanhamento de taxa de cancelamento

 

Com o modelo de cobrança recorrente, a empresa tem maior facilidade de acompanhar essa taxa e trabalhar em ações que reduzam os cancelamentos, baseado na fidelização do consumidor.

 

Diminuição do risco de inadimplência

 

Por se tratar de uma ação automática e autorizada pelo cliente, as chances dos pagamentos não serem efetuados reduz significativamente.

 

3 categorias do modelo de assinaturas e suas vantagens

 

Como funciona a recorrência na Netflix?

 

A estratégia de recorrência da Netflix é muito bem sucedida e aderida no mercado, visto que facilita o acesso dos clientes, automatiza o processo de cobrança, otimiza os custos e garante que a cobrança seja feita de maneira transparente, rápida e prática. Eis as seguintes formas de pagamento que o streaming oferece pela adesão dos serviços:

 

Cartão de crédito

 

Sendo uma das formas mais comuns de pagamento por não consumir o limite do cartão, o assinante pode escolher essa modalidade sem se preocupar com o limite e também, pela cobrança ser feita automática.

 

Cartão de débito

 

Para os assinantes que não possuem cartão de crédito, esta modalidade de cobrança é a ideal.

 

Débito em conta

 

A Netflix tem parceria com alguns bancos e permite que essa modalidade seja incluída como forma de pagamento de débito em conta.

É importante não esquecermos da possibilidade que os possíveis novos usuários tem de testar por 30 dias de forma gratuita, ou seja, o conhecido trial. Mas mesmo que o usuário opte por essa opção, é necessário que ele insira qualquer forma de pagamento como garantia. Caso ele resolva cancelar ao final do trial, não é gerado nenhuma cobrança, caso contrário, a cobrança recorrente já está autorizada para cobrar a primeira mensalidade.

 

O que podemos aprender com a Netflix?

 

Abaixo, algumas lições que podemos aprender com a gigante no segmento de streaming:

 

  • Não ter medo de se reinventar;
  • Quebrar burocracias para facilitar a contratação do serviço;
  • Ter um modelo de negócio orientado na experiência do cliente;
  • Manter um catálogo de filmes, séries e curtas atrativos e sempre atualizados;
  • Ter qualidade em suas produções originais (tanto que vem ganhando cada vez mais prêmios pelas produções);

 

Então, caso você queira saber quais vão ser as principais tendências para plataformas de streaming em 2021, confira o nosso artigo e fique por dentro!

Até a próxima!

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Quer saber das últimas novidades do cenário digital?